Fale com seu vereador

Biografia

Quito Formiga (Marcus Vinicius de Almeida Ferreira) é paulistano. Cursou Comunicação Social, com ênfase em Publicidade e Propaganda. Ocupou cargos de liderança na área comercial em empresas multinacionais.

Desde menino era chamado de Quito. Passou a adotar Formiga em atividades: política, profissional e espiritual em homenagem a seu pai José Eurícledes Ferreira (o poeta paraibano Eurícledes Formiga).

Muito jovem começou a servir em instituições e associações ligadas ao bem social, com forte presença na comunidade Kardecista e posteriormente na Umbanda.

Cumpriu seu primeiro mandato no período 2009/2012 onde desenvolveu um importante trabalho voltado para a ampliação do acesso à Cultura e Educação, além da adoção de ações para os moradores de áreas carentes. Participou da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI da Mobilidade Urbana.

Em 2012, concorreu a vereador pelo PR e ficou na suplência. Assumiu o mandato em março de 2015 com a mesma determinação de trabalhar no campo social, dos direitos humanos, da educação e da cultura.

É autor de projetos que deram origem a Leis como a que padroniza o uniforme escolar na rede oficial de ensino e a que dispõe sobre a permanência de ambulâncias nos locais de realização de provas para vestibular, seleção e concurso público.

É autor também das Leis que incluíram no calendário oficial da cidade as comemorações do Dia do Espírita, do Dia da Umbanda e da Semana da Harmonia Inter-Religiosa.

Em 2015, filiou-se ao PSDB, priorizando nesse mandato um trabalho evoltado para os Surdos. Apresentou três indicações ao Executivo com relatos dos problemas enfrentados pelos surdos.

Esses temas não podem ser objeto de Projetos de Lei apresentados pelos vereadores da Câmara Municipal de São Paulo porque serem de competência apenas do Chefe do Poder Executivo elaborar tais proposituras. A primeira indicação sugeriu que em cada creche haja um profissional de Libras, que é a língua materna do Surdo; a segunda que a Guarda Civil Metropolitana tivesse em seus quadros, pessoas com conhecimento em Libras e a terceira que dentro de cada unidade de atendimento médico particular ou privado, como hospital, posto de saúde, AMA, UBS entre outros também possuam profissionais de Libras. Presidiu a importante Comissão Parlamentar de Inquérito - CPI do Teatro Municipal.

Em 2016 recebeu honrados 21.673 votos. Assumiu como suplente em 03 de janeiro deste ano.
Nesta legislatura, com Trabalho e Perseverança, atuará em projetos de leis que darão ênfase a importantes temas da cidade como: formulação de políticas públicas voltadas para a mulher, crianças, idosos e pessoas com deficiência, bem como, na promoção de projetos que beneficiem de forma direta, todos os munícipes da cidade de São Paulo.