Troféu Marco da Paz é entregue a educadores na Câmara

sessao-solene-em-homenagem-aos-professores-trofeu-marco-da-paz0076abre

Sessão solene em homenagem aos professores entre o troféu Marco da Paz
Fotos: André Bueno / CMSP

DA REDAÇÃO

Foi entregue na noite desta segunda-feira (18/10) o Prêmio Marco da Paz, que homenageia educadores do município. A premiação completa 16 anos é de iniciativa do vereador Gilberto Natalini (PV), em parceria com a Associação Comercial do Estado de São Paulo.

luigi-brancatisessao-solene-em-homenagem-aos-professores-trofeu-marco-da-paz0106mio

Gaetano Brancati Luigi, idealizador do Marco da Paz

“Aqui é uma combinação entre a promoção da cultura de paz, que é muito importante no mundo de hoje, que é muito violento e cruel, junto com a homenagem às pessoas que educam nossos filhos, nossa juventude, que são os professores e merecem nosso respeito”, afirmou Natalini.

O Marco da Paz é um monumento que foi criado para cultivar na humanidade a importância da Cultura de Paz. O primeiro Marco da Paz foi construído no ano 2000 pelo italiano Gaetano Brancati Luigi e está instalado no Pateo do Collegio, região central da capital, onde nasceu também a ideia da premiação, segundo o autor.

Padre Rosalvino Morán Vinãyo, do Instituto Dom Bosco, foi homenageado durante a cerimônia

“Isso nasceu no momento em que estava sendo feita uma doação que a Associação Comercial fez, de um sino para a igreja do Páteo do Collegio, onde nasceu a cidade de São Paulo. Naquele momento, colocando o sino, veio na minha mente o que eu esperei 55 anos para criar, o Marco da Paz”, contou Luigi.

O padre Rosalvino Morán Vinãyo, do Instituto Dom Bosco, foi um dos 30 homenageados na noite. O sacerdote se mostrou contente com a lembrança, mas reitera que apesar dos momentos de alegria vividos na cerimônia de premiação, os profissionais da educação devem entender o momento pelo qual atravessam.

Professora aposentada Neva Scarazzatti de Oliveira

“Este Marco da Paz, para nós educadores, que vimos gerações numerosas passarem, não apenas na escola, numa sala de aula, naquele convívio que o pátio de uma escola, proporciona algo muito útil, algo muito necessário. A missão de um professor hoje não está tão bem avaliada e este Marco da Paz chama a nós educadores à responsabilidade”, disse.

A professora aposentada Neva Scarazzatti de Oliveira, moradora do bairro da Lapa, preferiu apenas comemorar o fato de ser premiada pelo seu trabalho. “Eu nem sem o que dizer, estou sonhando. Acho isso muito importante e põe a gente num patamar de carinho e atenção da cidade de São Paulo. Eu amo essa cidade”, pontuou com emoção.

Veja também