Prêmio Vladimir Herzog divulga lista de vencedores

Luiz França/CMSP

Neste ano, a comissão organizadora recebeu 634 trabalhos

DA REDAÇÃO

A votação para a escolha dos vencedores do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos foi realizada nesta segunda-feira (9/10) na Câmara Municipal de São Paulo. Ao todo, a comissão organizadora recebeu 634 trabalhos – divididos em seis categorias – de jornalistas, artistas e repórteres fotográficos de todo o Brasil.

Realizado desde 1978, o Prêmio tem como meta reconhecer e premiar anualmente jornalistas que, por meio de seus trabalhos, contribuem para a promoção dos direitos humanos, cidadania e democracia. “Neste ano, tivemos recorde de inscrições. Os finalistas foram julgados por 23 jornalistas e os três, de cada categoria, que tiveram as maiores notas, foram discutidos nesta etapa”, afirmou a curadora do Prêmio e diretora da Oboré, Ana Luisa Zaniboni Gomes.

Nelson Antoine/Portal Band

Menção Honrosa na categoria Fotografia.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas, Paulo Zocchi, chamou a atenção para a importância do Prêmio Vladimir Herzog. “Vivemos um momento em que querem reduzir os direitos humanos. O Prêmio é importante porque valoriza a pessoa humana, os direitos que as pessoas têm e o jornalista, que vai lá, faz a matéria e ajuda com que os direitos sejam respeitados”, disse.

O diretor do Instituto Vladimir Herzog, Nemércio Nogueira, elogiou a qualidade das matérias e a necessidade desse tipo de premiação. “Precisamos reafirmar todos os dias a importância da liberdade de expressão, de imprensa, e dos direitos humanos. São valores que, se facilitarmos, podem recuar.”

A solenidade de entrega do Prêmio será realizada no dia 31 de outubro no Tucarena. O evento é gratuito e aberto a todos.

Veja quem foram os vencedores do Prêmio

Arte

Vencedor: “Anulação dos julgamentos do massacre do Carandiru” – Jornal A Tarde – Simanca

Menção Honrosa: “A execução de Ricardo” – Agência Pública – Ciro Barros

Fotografia

Vencedor: “Tiroteios, mortes e invasões dominam o Complexo do Alemão” – Vice Brasil – Fabio Teixeira

Menção Honrosa: “Prefeitura retira sem-teto de viaduto em SP” – Portal Band.com.br – Nelson Antoine

Produção Jornalística em Áudio

Vencedor: “Repressão na favela do Moinho: Leandro, 18 anos, morto em Operação da Rota” – Ponte Jornalismo – Claudia Rocha

Menção Honrosa: “Histórias invisíveis: os desafios de quem vive nas ruas de Porto Alegre” – Rádio Guaíba – Gabriel Jacobsen

Menção Honrosa: “Dar à Luz” – Radio CBN João Pessoa – Hebert Araújo

Produção Jornalística em Multimídia

Vencedor: “Sozinhas – Histórias de Mulheres que sofrem violência no campo” – Diário Catarinense – Ângela Bastos

Menção Honrosa: “O mapa da homofobia em SP” – G1 – Thiago Reis

Produção Jornalística em Texto

Vencedor: “Especial Quilombolas” – Agência Pública – Patrik Camporez

Menção Honrosa: “Brasília Confidencial” – Correio Braziliense – Helena Mader

Menção Honrosa: “Cerco aos isolados” – O Estado de S.Paulo” – André Borges

Produção Jornalística em Vídeo

Vencedor: “Quem sou eu?” – TV Globo – Bruno Aversa Della Latta

Menção Honrosa: “O inferno de Lidiany” – Record TV – Gabriela Pimentel

Veja também