Prêmio Milton Santos homenageia ações de cidadania

RenattodSousa / CMSP
PREMIO-MILTON-SANTOS-2014-2462014-Rtto_6283-ABRE-2

Os melhores projetos de organização e desenvolvimento social de São Paulo receberam nesta terça-feira (24) a Salva de Prata da Câmara, durante a entrega do Prêmio Milton Santos 2014. A premiação foi criada para homenagear entidades e pessoas que contribuíram com a cidade.

Este ano foram inscritos 59 projetos, todos avaliados por uma comissão instituída por profissionais representantes de instituições como CENPEC (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), FGV (Fundação Getulio Vargas) e Escola de Comunicação e Arte da USP, entre outros.

O vencedor da Categoria I (projetos que têm como objetivo a consolidação de direitos territoriais e culturais), foi o projeto União pela urbanização da Vila Nova Esperança, da Associação Independente da Vila Nova Esperança. Segundo Lia da Vila, presidente da entidade, o objetivo do trabalho é criar uma Vila Ecológica no bairro do extremo oeste do município para melhorar a qualidade de vida dos moradores através de ações de urbanização ecológica. O dia de cantar essa vitoria chegou, vamos nos unir ainda mais para fazer muito mais pela Vila Nova Esperança, comemorou.

Na Categoria II (projetos que resultem em novas formas de solidariedade social), a Organização Cidades sem Fome foi a homenageada com a ação Cidades sem Fome, que desenvolve hortas comunitárias para otimização de espaços degradados e geração de renda para famílias carentes.  Esse prêmio vem consolidar esse trabalho de dez anos. Nosso trabalho vem de encontro às políticas publicas que estão sendo adotadas na atualidade, na temática de agricultura urbana. Agradeço a todos os atores que participaram desse processo ao longo desses dez anos, disse Hans Dieter Temp, fundador e coordenador de projetos da organização.

O vereador Nabil Bonduki (PT) presidiu a solenidade e lembrou a importância de reconhecer essas ações de cidadania. As ações realizadas por essas entidades na defesa da sua comunidade, do território onde vivem, são muito importantes. Acho que a cidade de São Paulo é uma cidade muito rica em iniciativas, e a Câmara precisa reconhecer as iniciativas da sociedade na defesa de uma cidade melhor, disse o vereador.

(24/06/2014 – 21h15)