Acessibilidade para deficientes em instituições de ensino é discutida na Câmara

DA REDAÇÃO

A acessibilidade é um dos maiores problemas da cidade de São Paulo, principalmente para as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Nesse sentido, o vereador Claudio Fonseca (PPS) é autor do PL 697/2017, que dispõe sobre a acessibilidade arquitetônica nos estabelecimentos de ensino do município de São Paulo.

O projeto obriga a garantia de acessibilidade arquitetônica em todas as instituições educacionais públicas e privadas da cidade de São Paulo para pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Na descrição do projeto, o vereador explica que a promoção da acessibilidade arquitetônica, definida nos termos das leis e normas técnicas vigentes, será feita mediante a supressão de barreiras no prédio escolar e em suas instalações, sendo obrigatório: elevadores ou tecnologia que permita, com autonomia e independência, o acesso aos pavimentos superiores ou inferiores; rampas de acesso; alargamento de portas e passagens, sempre que necessário; banheiros adaptados; trocadores e chuveiros com barras de apoio; corrimão de apoio ao longo dos corredores e sinalização tátil, sempre que necessária.

O projeto determina que nas unidades escolares já existentes, o Poder Executivo terá o prazo de 2 anos para realizar as adequações. E os estabelecimentos de ensino deverão dispor de cadeiras de rodas de transporte para atender as pessoas com mobilidade reduzida transitória.

Acompanhe aqui outros Projetos em tramitação do vereador Professor Cláudio Fonseca. No link você também pode obter os canais de comunicação do parlamentar e participar diretamente do mandato com propostas, sugestões ou receber informativos através do formulário ‘Fale com o(a) vereador(a)’.

Deixe uma resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também