Especialista fala sobre consequências da poluição do ar

DA TV CÂMARA

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 7 milhões de pessoas morrem anualmente por causa da contaminação do ar. Em São Paulo, um levantamento realizado pela entidade mostrou que os índices de poluição são duas vezes superiores ao teto estabelecido para considerar a qualidade do ar aceitável.

Boa parte dessa poluição é proveniente dos 165,765 veículos de carga que trafegam pela cidade. O número inclui também caminhões de serviço e VUCs (Veículos Urbanos de Carga). Ao todo, esse tipo de transporte produz 64,52% de material particulado.

Nesta quinta-feira (17/8), o presidente da Câmara Municipal de São Paulo, vereador Milton Leite (DEM), apresentou o Substitutivo do Projeto de Lei (PL) 300/2017, de sua autoria, durante uma Audiência Pública da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). O projeto prevê a troca gradual da frota de coletivos da capital paulista para que os veículos tenham tecnologia para combustíveis mais limpos e, consequentemente, reduzam a emissão de poluentes.

Para falar sobre as consequências do alto índice de poluição na cidade de São Paulo, a TV Câmara recebeu Pedro Teles, especialista em clima do Greenpeace.

Acompanhe a entrevista:

 

Veja também