Escola do Parlamento realiza palestra sobre prestação de contas eleitorais

Luiz França/CMSP

Curso da Escola do Parlamento na Sala Tiradentes

EMANUEL BELMIRO
DA REDAÇÃO

Recentemente, a legislação eleitoral sofreu alterações importantes. Mudanças estas, que geraram muitas dúvidas e despertaram o interesse de profissionais ligados a políticos e também dos próprios parlamentares. Foi pensando nestas necessidades que a Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo realizou, nesta sexta-feira (20/4), a palestra Prestação de Contas Eleitorais, que foi ministrada pela professora Rita Gonçalves, que além de ser especialista no assunto é servidora da justiça eleitoral há mais de 30 anos.

O diretor acadêmico da Escola do Parlamento, Mateus Novaes, falou da importância da realização desta palestra. “Por ser um ano eleitoral, nós, da Escola do Parlamento, avaliamos que esta palestra seria de suma importância. Estamos numa Casa Legislativa e vivenciamos estas questões eleitorais a cada dois anos, então estar por dentro de cada mudança ocorrida na Lei é fundamental”, ressaltou.

O público interessado no assunto foi diverso. Edna Macêdo, por exemplo, já ocupou cargos públicos na função de deputada estadual e resolveu assistir a palestra. “É sempre bom estar por dentro deste assunto até para que nada saia errado. Nas vezes que disputei eleições, alguém sempre fazia este trabalho de prestação de contas para mim. Hoje vim aqui para aprender mais e estar mais atenta a estas alterações, até para poder cobrar do profissional que for cuidar das nossas contas se identificarmos algo de errado”, disse ela.

Fernando Araújo é advogado e resolveu assistir a palestra para ter mais esclarecimentos sobre as mudanças ocorridas na Lei eleitoral. “Eu tinha algumas dúvidas em relação ao limite de doações pelos colaboradores das campanhas e também sobre o que deve ou não ser feito pelos candidatos na prestação de contas, para que ele não ocorra em crime eleitoral. A professora Rita tem bastante conhecimento no assunto, as minhas dúvidas foram sanadas e eu fiquei bastante satisfeito”, afirmou o advogado.

A professora Rita Gonçalves, que ministrou a palestra, aprovou a iniciativa da Câmara Municipal de São Paulo em discutir o tema a fim de prestar esclarecimentos para o público interessado. “A Câmara sempre abre espaço para o conhecimento e está sempre atenta as mudanças, querendo trazer o que há de mais correto para o pessoal da Casa e para população.”

Veja também